Confusão Digital

Por que apenas 140 caracteres ?

Posted in celular, tech by Evan Cazarosky on setembro 22, 2009

Depois que o Twitter se tornou a última moda da Internet, é de se esperar que ele seja cada mais utilizado e ganhe relevância como ferramenta de comunicação. Na minha opnião o Twitter é uma ótima alternativa as malas-diretas por exemplo. Isto porque assim que se recebe um novo tweet é tentador não lê-lo. São apenas 140 caracteres e justamente por esta razão espera-se algo mais direto e objetivo, o qual teoricamente não vai te fazer perder muito tempo, ao contrário do que provavelmente aconteceria ao abrir sua caixa postal. Isso pode parecer exagero mas somos bombardeados por informação de todos os lados e em tempos como esses, quanto mais resumida a informação for, mais chance de absorve-la. Eu me lembro que há 1 ano atrás eu pensei, como esse Twitter pode fazer tanto sucesso se somente é possível postar 140 caracteres de cada vez ? É claro que eu estava errado. O formato emplacou de vez e já nos acostumamos a escrever dentro desta limitação.

Agora vem a pergunta, por que apenas 140 caracteres ? A resposta mais simples é porque quando o Twitter foi concebido a cerca de três anos atrás ele era utilizado de outra forma. Naquela época ainda não haviam aplicativos como TweetDeck, Tweetie e tantos outros Twitter clients que se conectam a sua conta através da Internet e permitem que você publique praticamente qualquer conteúdo, fotos, videos do Youtube, ou um link para uma aplicação qualquer. No início, a idéia era publique o que você esta fazendo neste exato momento, e por esta razão deveria apenas suportar mensagens curtas.  Além disso, o serviço também tinha a premissa de suportar posts através de mensagens de texto SMS (Short Messaging Service), o qual é limitado a 160 caracteres.

Bom, então esta resolvido, essa é a origem dos famosos 140 caracteres do Twitter (os 20 restantes são utilizados para armazenar o nome do usuário). No entanto automaticamente vem outra questão, então por que o SMS possui apenas 160 caracteres ?

Vamos voltar aos anos 80, mais precisamente em 1985, quando as máquinas de escrever ainda dominavam o planeta. Certo dia, Friedhelm Hillebrand, um funcionário da Deutsche Telecon, sentou-se em frente a uma delas e começou a escrever frases a esmo. Hillebrand começou a prestar atenção na quantidade de palavras, na pontuação e concluiu que 160 caracteres eram suficientes para comunicar uma idéia ou pensamento de forma clara. Em sua pesquisa, Hillebrand também notou que as mensagens enviadas por telegrama possuiam geralmente o mesmo tamanho das enviadas por cartões postais, os quais permitiam que se escrevessem cerca de 150 caracteres.

Um ano mais tarde, em 1986 quando participava do comite que criaria o padrão GSM (Global System for Mobile Communications), ele utilizou-se desse mesmo raciocínio e acabou tornando-se um dos mentores de um serviço de mensagens curtas que não utilizava muita banda, e que podia ser perfeitamente implementado através de um canal de sinalização que já existia dentro da especificação do protocolo.

Nascia então o SMS, serviço de mensagens que hoje é parte de nossas vidas. Nós o utilizamos pra convidar os amigos para o churrasco do final de semana, brigar com a namorada, avisar o chefe que nos atrasaremos para aquela reunião importante, ou para desejar Feliz Aniversário e sabe lá mais o que.

Hillebrand atualmente é consultor de uma empresa fundada por ele próprio (Hillebrand & Partners) e escreve um livro que conta a história da criação do padrão de telefonia celular GSM.

source: LA Times

Tagged with: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: